HSERPA

"Para nos iluminarmos não precisamos apagar o brilho dos outros"

Textos

AMOR E PAIXÃO: DOIS SENTIMENTOS DISTINTOS

Nunca sofreu de amor nesta vida, mas nunca ninguém sofreu mais em busca dele, pois procurava errado, procurava uma nova paixão, que era o seu parâmetro e paixão só se tem uma vez na vida, pois com ela perdemos a inocência e sem inocência não existe mais a possibilidade de nova paixão igual àquela que tivemos.

E na paixão não existe amor, existe dependência, inseguranças, ansiedades e sexo, e no final alguém vai sofrer, normalmente os mais incautos.

E por isso sempre esteve com a mala pronta para sair dos relacionamentos, não esquentava lugar, pois o tempo urgia e a paixão buscada nunca mais encontrou, mas ele não se desesperançava, ia em frente, na busca eterna, sempre procurando nova relação como a que teve, e que distorcia a sua visão.

Quase sempre saia antes, e nunca deixou de ter esperança, mas também não dava esperança a quem se relacionava, mas sempre teve algumas  egoístas que só lhe atrapalharam a vida, como se ele virasse suas propriedades, ou o motivo das suas infelicidades, e acabaram sozinhas e frustradas, isto ele   vivenciou, pois assim como ele, elas também achavam que aquela paixão tinha sido amor e assim se condenavam à infelicidade, pois não se permitiam mais a possibilidade de voltarem a sofrer e assim se impossibilitavam de descobrir o verdadeiro amor.

Amor que ele no final acabou descobrindo e viu que é totalmente diferente do que ele imaginava, pois não tem atropelos, não tem inseguranças nem ansiedades, e repousa na harmonia e na simplicidade, como tudo na natureza.

"Não é o lugar em que nos encontramos nem as exterioridades que tornam as pessoas felizes, a felicidade provém do íntimo, daquilo que o ser humano sente dentro de si mesmo” Roselis von Sass –
http://www.graal.org.br
HSerpa
Enviado por HSerpa em 08/04/2017
Alterado em 08/04/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras