HSERPA

"Para nos iluminarmos não precisamos apagar o brilho dos outros"

Textos

A FINALIDADE DA VIDA

É reencontrar o caminho para a felicidade.

E no meio de todos os desencontros e escombros em que se tornou a vida da maioria das pessoas nas grandes cidades ou mesmo no interior.

E o lugar onde temos que procurar o caminho que nos leve de volta para a felicidade é dentro do nosso íntimo, e muitos sabemos como é tortuoso, obscuro e confuso tudo o que tem ali, e por isso a necessidade desta procura e limpeza.

"Conservai puro o foco dos vossos pensamentos, com isso estabelecereis a paz e sereis felizes" já nos dizia Abdruschin

O íntimo da maioria de nós se tornou um labirinto onde é difícil achar a saída, e procurar a felicidade passa pela procura de clareza nos sentimentos que surgem ali e dos pensamentos que os insuflam, e nos insuflam para este ou aquele tipo de sentir.

E é este sentir que dirige a nossa vida, pois a felicidade é como o pote de ouro no final do arco-íris, todos nós nos maravilhamos nesta possibilidade e devemos nos estimular a caminhar, mas a caminhada não terá fim, pois não tem fim a nossa jornada, assim como não tem fim o arco-íris, quando vamos chegando perto ele vai se distanciando, ou sumindo.

Este pote de ouro nós sentimos intuitivamente que não se trata de um valor monetário, sentimos que é algo bem maior do que o próprio ouro, é algo que nos encanta pela sua magia.

A felicidade devemos coloca-la como objetivo e seguir o caminho mesmo sabendo que é um pote de ouro inalcançável, mas o caminho é real e tornar este caminho cada vez mais luminoso, mais florido, com mais encanto, é que vai torna-lo tão bonito e gostoso que vamos esquecer que possa existir mesmo o tal pote no seu fim, ou mesmo não vamos mais querer que este caminho termine.

Pois nós não vamos mais querer que ele tenha fim, pois a própria caminhada vai nos trazer tanta alegria que não vamos querer terminar de dar passos.

E do nada, na própria caminhada, teremos encontrado a felicidade e vamos ver que ela é bem simples, e que bastou apenas limpar a sujeira em que a soterramos.
 
"Não é o lugar em que nos encontramos nem as exterioridades que tornam as pessoas felizes; a felicidade provém do íntimo, daquilo que o ser humano sente dentro de si mesmo” Roselis von Sass – www.graal.org.br


 
HSerpa
Enviado por HSerpa em 03/08/2016
Alterado em 11/09/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras